Capítulo 8: Estratégias Avançadas – PPC e Afiliados


O seu site já está estabelecido e a crescer? Quer ligar o turbo e disparar o seu rendimento? Descubra como utilizar anúncios e afiliados, pessoas que vendem o seu produto por si.

facebook share iconlinkedin share icontwitter share icongoogle plus share icon

QUATRO FORMAS DE PARTILHAR



Se alguma vez usou um motor de busca ou uma rede social, já está bem familiarizado com o conceito de tráfego pago. São os anúncios que aparecem na parte lateral dos motores de busca e no Facebook.

São também os primeiros resultados nos motores de busca. Se reparar, aparece uma palavra debaixo dos primeiros resultados a dizer “anúncio”. Alguém paga para que o seu site esteja em primeiro lugar do Google e do Bing.

Se não sabia, fica a saber que estes anúncios são a forma dos motores de busca ganharem dinheiro. São estes anúncios que tornam a Google uma das maiores empresas do mundo. Segundo a Emarketer, em 2015, os gastos mundiais com anúncios pagos em motores de busca chegaram aos 81.59 biliões de dólares. 

Com tanto dinheiro a ser investido, é uma área que não pode ignorar. Isso não quer dizer que deva começar a investir em anúncios pagos imediatamente. Primeiro precisa de analisar o seu ROI (retorno de investimento). Porquê? Porque custa muito dinheiro investir em anúncios pagos e uma grande percentagem de sites perde dinheiro com este canal de marketing.

Quando acabar de ler este capítulo, vai saber exatamente qual o melhor canal de marketing pago para si e toda a estratégia necessária para obter um ROI positivo.



Quando bem explorados, os anúncios online deixam
de ser um custo, e passam a ser uma forma de
atrair mais rendimento.


Que Modelos de Anúncios Existem?


Existem vários tipos de anúncios pagos e a escolha de onde anunciar é tão importante como o modelo de pagamento. Escolher anunciar no Facebook, tem resultados diferentes de anunciar no Google ou no Linkedin. O tipo de tráfego e a sua intenção ao clicar no anúncio é completamente diferente e o modelo de preços que escolhe pode ser a diferença entre ter lucro ou perder dinheiro.

1. PPC (Pago por Clique)

O tráfego pago por clique é simples: cada vez que clicam no seu anúncio, tem de pagar o valor de mercado por aquela palavra chave ou expressão. Os mercados de PPC funcionam num modelo de licitação: quem estiver disposto a dar mais, aparece antes dos concorrentes. É por isso que estes anúncios podem tornar-se caros e acabar com o seu orçamento de um momento para outro se não tiver cuidado.

Vantagens:

  • Só paga pelos cliques que recebe
  • Por essa razão, só paga quando recebe tráfego no seu site
  • É possível criar um orçamento flexível e os valores iniciais são baixo: pode começar com valores desde 5 dólares por dia
  • Pode alterar orçamentos e modificar as suas campanhas em tempo real
  • Tem acesso a todos os indicadores de performance dos seus anúncios: custo por clique, custo total, número de cliques, número de conversões, etc
  • Devido à possibilidade de facilmente alterar orçamentos, pode começar por testar várias campanhas com preços baixos para ver o que funciona melhor. A seguir, basta aumentar os valores nas campanhas com melhores resultados para obter o melhor ROI

Desvantagens:

  • Está a competir com todos os outros sites em modelos de licitação. Isto pode levar a que o custo por clique chegue a valores insustentáveis, tornando um retorno de investimento impossível
  • Se escolher valores de licitação demasiado baixos ou palavras pouco competitivas, pode não receber tráfego quase nenhum
  • É complexo. Precisa de uma estratégia depois das pessoas clicarem. Muitos sites recebem vários cliques que não se traduzem em vendas, pois não sabem o que fazer com o tráfego pago e o seu site está mal otimizado
  • Ao início, é normal que perca dinheiro enquanto testa várias campanhas para perceber o que funciona melhor para si

2. CPM (Custo por Mil)

O CPM significa custo por milhas ou mil e traduz-se num valor fixo que é pago por cada 1000 impressões do seu anúncio. Ao contrário do PPC, aqui não paga por cliques no seu anúncio.

Mas o que são impressões? São o número de vezes que o seu anúncio foi mostrado na página, quer tenha recebido dum clique ou não.

Isso quer dizer que pode ao comprar X número de impressões, já sabe com o que conta. O seu anúncio vai aparecer pelo menos aquele número de vezes. Isto é diferente do PPC, como mostrámos há pouco, onde pode correr o risco de o seu anúncio não aparecer.

Vantagens:

  • Os preços de CPM são mais baixos do que nos outros modelos pagos
  • Se já testou o seu anúncio e sabe que funciona, pode conseguir um ROI muito superior aos outros modelos. Imagine que o custo do CPM é 5 dólares e o custo por clique do mesmo tipo de anúncio é de 1 dólar por clique. Se já sabe que aquele anúncio recebe mais de 5 cliques por cada mil impressões, então mais vale apostar em anúncios CPM do que CPC
  • Por serem anúncios mais visuais, são melhores para criar e difundir a imagem da sua marca

Desvantagens:

  • Se as pessoas não clicam nos seus anúncios. está a gastar dinheiro sem obter resultados
  • São mais imprevisíveis. Sabe quanto vai gastar, mas não sabe quantas pessoas vão clicar no anúncio
  • É difícil avaliar qual o impacto que os anúncios podem ter em quem não clica
  • Devido a estes fatores e á sua incerteza, o CPM é mais indicado para utilizadores avançados e que tenham uma melhor ideia dos resultados que podem esperar com cada campanha

3. CPV (Custo por Visualização)

Associado aos sites de vídeo onde paga por cada visualização do seu anúncio.

Vantagens:

  • O vídeo é um tipo de marketing mais apelativo se for feito de forma correta
  • É fácil encontrar público para os seus anúncios usando redes como o Youtube
  • Um anúncio de vídeo é mais difícil de ignorar do que um anúncio de texto ou na barra lateral

Desvantagens:

  • Está a pagar por visualizações e muitas pessoas criam “cegueira” aos video publicitários, clicando imediatamente no botão de “pular video”
  • Não tem como função principal criar tráfego para o seu site. Por essa razão, não espere conversões diretas usando CPV. Tal como o CPM, é difícil medir a eficácia deste tipo de anúncios

4. CPA (Custo por Aquisição)

Ao anunciar o seu produto/serviço num site, paga a esse site uma percentagem de cada venda efetuado no mesmo. Se não fizer vendas, não paga nada ao site.

A vantagem é óbvia: apenas paga quando vende.  A grande desvantagem é que este tipo de modelo é difícil de encontrar online devido a dificuldades de atribuição nas vendas.



Existem sítios ideias para os seus anúncios.
Descubra onde e como criar o seu anúncio ideal.


Qual o Melhor Local Para Publicar os Seus Anúncios?


Existem vários fatores importantes em que deve pensar quando está a escolher a melhor rede de distribuição de anúncios.

1. Onde está o seu cliente ideal?

Sim, outra vez este assunto. Não é por acaso que o referimos de forma tão insistente. Depois de ter feito o perfil de cliente, tem uma ideia dos sites em que ele navega.

Isto é importante porque:

  • há sites que não oferecem todos os modelos de anúncios (PPC,PPV,CPM).
  • há sites que exigem orçamentos mínimos diferentes.
  • há sites mais indicados para B2B (Linkedin) e outros para B2C (Facebook).

2. Opções disponíveis na escolha de público alvo

  • é possível escolher ao detalhe, o tipo de pessoas a quem quer mostrar o seu anúncio?
  • quais são as opções de escolha? Por caraterísticas demográficas ou baseado em interesses?
  • quais são as hipóteses de conversão que tem? (vender diretamente no anúncio, atrair tráfego, preenchimento de um formulário, etc)

3. Formato dos anúncios

  • Tendo em conta o seu cliente ideal, qual o tipo de interação que procura dele?
  • Está mais orientado para anúncios de video (Youtube) ou anúncios de texto (Google)? Qual o melhor formato para enviar a mensagem que deseja?
  • Certos formatos criam diferentes respostas. Um anúncio de texto é mais direto pois leva a pessoa diretamente ao seu site depois de clicar. Um anúncio de video, pode criar uma impressão mais forte, mas não leva a pessoa a visitar o seu site. Os anúncios de texto focam-se em conversões, os de video em divulgação.
  • Escolha o melhor formato para si. Não se sinta na obrigação de anunciar no Facebook só porque muita gente o usa. Anuncie onde for mais eficaz para concretizar os seus objetivos.

4. Teste, Teste, Teste

  • Escolha duas ou três destas redes para começar.
  • Com pequenos orçamentos, comece por testar os diversos modelos e aponte os resultados.
  • Não tenha medo de perder dinheiro ao início: a única forma de descobrir o que funciona melhor para si, é testando os vários modelos. Isto leva-nos ao ponto seguinte.


A Técnica da Afinação


A técnica da afinação é a melhor forma de garantir o sucesso das suas campanhas de tráfego pago. Qualquer pessoa pode usá-la, mesmo com um orçamento tão baixo como 10 dólares por dia.

A vantagem desta técnica, é evitar gastar o seu orçamento todo em apenas 1 dia, usando só 1 dos meios disponíveis. Acredite que isso é possível e já aconteceu a muitas empresas. Não só ficam sem saber o que aconteceu, ficam sem a possibilidade de testar outros canais pagos ou campanhas diferentes.

Esta estratégia assenta em três princípios básicos:

1. Defina um orçamento diário baixo (entre 10-25 dólares) e escolha a opção de limite diário (só pode gastar esse dinheiro por dia);

2. Crie campanhas para testar os diferentes métodos (CPM,PPC,PPV) e os respetivos canais (Adwords, Facebook Ads, Youtube)

3. Crie múltiplas variações de cada campanha (mude as palavras usadas, o vídeo escolhido, a imagem usada)

Ao fim de 2 semanas, avalie os seus resultados e veja qual teve os melhores resultados. Com um orçamento inferior a 350 dólares, poderá ficar com uma boa ideia de quais os melhores métodos e canais para atingir os seus objetivos.

Aqui entra a técnica da afinação: já sabe o que resulta, agora basta afinar os números. Pode aumentar ou baixar o orçamento nos diferentes canais consoante os resultados dos seus testes.

Com esta técnica, pode começar com um valores baixos e ir aumentando o investimento consoante o retorno que tiver. Isto permite controlar os seus gastos e reduz as perdas normais de quem está a testar o tráfego pago pela primeira vez.



Descubra a única metrica que irá precisar para ter anúncios lucrativos
e evite os 5 maiores erros do marketing pago.


A Única Métrica Que Interessa e os 5 Erros Que Mais Dinheiro Desperdiçam


Aqui na Online Growing, somos totalmente focados nas conversões. O tráfego é importante, mas tráfego que não converte é inútil. Está apenas a gastar dinheiro em anúncios que sem retorno.

É por isso que deve focar-se tanto em testar os diferentes canais e modos de pagamento. Mas mais importante que isso, é testar o próprio conteúdo do anúncio. A simples mudança de 2 ou 3 palavras num título, pode ser a diferença entre a pessoa comprar ou não.

Se quer garantir o sucesso das suas campanhas de tráfego pago, tem de ter a certeza que:

  • a mensagem pré-clique e pós-clique é a mesma (a mensagem do anúncio é a mensagem da página)
  • faz uma oferta específica para uma página específica (em vez de enviar o tráfego para a sua homepage)
  • cada palavra-chave tem um anúncio específico e relevante feito de propósito para ela

Existem 5 erros que equivalem a deitar o seu dinheiro fora:

1. Usa o mesmo anúncio para vários palavras-chave diferentes

Cada palavra-chave deve ter o seu próprio grupo de anúncios, com um texto diferente. Se alguém procura por “casaco esportivo de pele”, o texto do seu anúncio deve ser sobre um casaco esportivo de pele e não apenas um “casaco” ou um “casaco esportivo”.

Quanto mais relevante o seu anúncio, mais cliques irá receber. Quanto mais cliques receber, mais barato ficam os cliques.

Dica essencial – em anúncios PPC, quanto mais cliques receber, menos paga por cada clique. As redes de anúncios PPC querem anúncios de qualidade que recebam cliques, até porque assim recebem mais dinheiro. Para premiar os anunciantes que criam bons anúncios, baixam o preço quanto maior a taxa de cliques. Mais uma razão para testar os seus anúncios e tentar obter a melhor taxa de cliques possível.

2. Não está a rastrear as suas conversões

Os cliques nos seus anúncios são bons, mas a verdadeira razão pela qual anuncia é para aumentar as suas vendas, inscrições, subscrições.

Tem de medir quais as palavras que estão a gerar mais conversões e quais estão apenas a custar-lhe dinheiro. Imagine que tem um anúncio que gera muitos cliques e poucas conversões. Na teoria seria um anúncio bom, mas como não converte, é inútil e uma perda de tempo e dinheiro.

É preferível focar-se em anúncios com menos cliques mas mais conversões.

3. Não está a testar variações dos seus anúncios

Pode ter um palpite, mas se não testar as suas hipóteses, ele nunca passará de uma hipótese.

Não tem tempo para perder com hipóteses. Precisa de ter a certeza que está a investir bem o seu dinheiro. A única forma de o fazer, é testando diferentes variações do seu anúncio. O Google Adwords já tem essa hipótese integrada, deixada que corra dois textos de anúncio ao mesmo tempo. Pode testar desde 25 a 100 cliques para ver qual funciona melhor.

Depois de descobrir o vencedor, crie um novo exemplar para concorrer com ele. Nunca fique satisfeito: tente sempre melhorar.

4. Envia pessoas para a sua homepage

Quando as pessoas clicam no seu anúncio, vão parar à sua homepage? Então está a perder dinheiro. Precisa de criar uma “landing page” (página de destino) para os seus anúncios. As melhores landing pages focam-se apenas num objetivo (vender, subscrever, inscrever).

Elimine todas as distrações (botões sociais, barra lateral, anúncios, comentários) e venda aquilo que prometeu às pessoas no seu anúncio. Qual deve ser o tamanho da página?

De acordo com este estudo, as páginas curtas funcionam melhor quando há uma percepção de baixo risco, com baixo custo e sem necessidade de compromisso. São também mais orientadas para vendas emocionais e de impulso.

As páginas longas têm melhores resultados com serviços e produtos mais racionais e analíticos. Geralmente são serviços mais complexos que requerem uma explicação aprofundada e os custos associados são maiores.

5. Usa palavras-chave demasiado amplas

Nunca use palavras chave amplas. Se usar a palavra “sapatos” num anúncio, irá receber milhares de cliques irrelevantes, de pessoas que apenas estão em modo “procura”. Pior ainda, ao usar uma palavra chave tão ampla, irá aparecer para milhares de termos de procura, o que vai reduzir a sua taxa de cliques.

Como já descobriu, quanto mais baixa a sua taxa de cliques, mais tem de pagar por cada clique. É  o seu “castigo” por criar um mau anúncio. Tente ser específico e usar as palavras exatas como o exemplo que demos mais acima “casacos esportivos de pele”.



Mais importante do que ter novas visitas
e clientes no seu site
é aprender a reter os que já tem.


O Processo de Conversão e
a Importância de Reter Visitas


Um artigo publicado em 2015 pela Bloomberg, descreve o problema do tráfego falso e a fraude dos cliques nos anúncios pagos.

O artigo descreve exatamente os vários tipos de tráfego pago que existem e o problema de investir em anúncios demasiado baratos. Pagar 2 cêntimos por visita parece bom demais? Isso é porque é demasiado bom? Esse tráfego não é sequer humano.

Existem empresas que prometem milhares ou até milhões de visitas por valores entre 10 a 500 dólares. Por este preço, em vez de pessoas, irá receber milhares de “bots” no seu site. Os bots são programas de computador que são usados para simular uma visita num site. Navegam, pelo site e até clicam nos anúncios. Segundo a Bloomberg, mais de metade do tráfego comprado é composto por estes “bots”.

Por outro lado, os anúncios da Google e de outros motores de busca, custam em média entre 1-4 dólares por cada clique para termos de procura mais gerias como educação, viagens e finanças. Este é o tráfego normal, composto pelas pessoas que procuram termos nos motores de busca e acabam por clicar no seu anúncio.

Não vale a pena gastar o seu dinheiro em tráfego falso. O seu objetivo é aumentar as suas conversões. Tráfego falso não tem nenhum propósito sem ser deitar o seu dinheiro à rua. Se alguma empresa lhe promoter milhares de visitas por preços abaixo de 1 dólar por clique, deve desconfiar da qualidade desse tráfego.



Pontos-Chave


A indústria dos anúncios pagos move biliões, mas isso não quer dizer que seja só para quem tem um grande orçamento. Pode começar com valores desde os 10 dólares por dia.

foque-se em aumentar as suas conversões (vendas, inscrições, subscrições). O tráfego por si só é inútil.

use a técnica da afinação. Comece com um orçamento baixo para testar variações dos seus anúncios e depois aumente ou baixo o orçamento para cada teste consoante os seus resultados.

não envie o tráfego para a sua homepage. Envie para uma página criada de propósito para o anúncio, com uma única oferta relacionada com o anúncio.

cuidado com as fraudes. Se parece bom demais, é porque é. Não espere pagar menos de 1 dólar por clique para receber tráfego de qualidade.


Não tem tempo para ler o próximo capítulo agora?



Guarde o resto para ler mais tarde. Faça download deste guia em PDF gratuitamente:


Sim! Receber o meu PDF