Capítulo 4: Marketing de Conteúdo – Chegue Mais Longe


Para que o seu conteúdo tenha sucesso, precisa de o promover. O marketing de conteúdo irá torná-lo uma referência e aumentar tanto as suas vendas como o seu tráfego. Descubra a fórmula para saber distinguir bom conteúdo de mau conteúdo e quais as melhores técnicas para prover o seu conteúdo.

facebook share iconlinkedin share icontwitter share icongoogle plus share icon

QUATRO FORMAS DE PARTILHAR



O nome diz tudo. Marketing de conteúdo significa criar e promover conteúdo de alta qualidade. O objetivo é atingir o seu cliente no local e da forma que ele prefere. É por isso que o marketing de conteúdo não se limita a escrever num blog ou a fazer vídeos no Youtube.

Marketing de conteúdo é uma parte essencial do seu plano. É por isso que depois de explicar os princípios básicos, escolhemos este tema para o capítulo 4. É a melhor forma de aumentar o seu público “gratuitamente”.

Sim, porque já sabe que o tráfego gratuito não existe. O marketing de conteúdo requer mesmo um grande investimento.  A ideia é oferecer conteúdo gratuito, de qualidade e que interesse às visitas em troca de uns minutos da sua atenção.

Ao contrário do tráfego pago, que interrompe a visita no que ela está a fazer, o marketing de conteúdo oferece a essa visita algo que lhe interesse. Depois de captar a sua atenção, tem autorização para lhe promover o seu produto/serviço.

Como todas as suas atividades de marketing, deve criar objetivos e medir os seus resultados.



O ser humano consome conteúdo, compra produtos e paga serviços não só porque confia na qualidade de um site, mas principalmente porque gosta desse site.


A Importância De Gerar o Seu Público


Quando começa a criar conteúdo, não tem um público. Ainda não tem um grupo de pessoas que vêm regularmente ao site para ler o que vai publicando. Sabe porquê? Porque ainda não criou uma relação com essa pessoas. Ainda não é uma referência. Um líder de pensamento. Uma marca de referência na área.

O marketing de conteúdo é mais do que promover bom conteúdo. Ajuda a cimentar a sua posição como um site de referência. Um site que as pessoas recomendam a outras. Que voltam a visitar regularmente porque confiam e sabem que tem qualidade. Principalmente, voltam porque gostam do site, da sua equipa e de quem publica o conteúdo.

O ser humano consome conteúdo, compra produtos, paga serviços, quando sente uma ligação à marca. Quando gosta dela. Robert Cialdini descreve isso mesmo na sua famosa obra “Influência: a psicologia da persuasão”. O gosto por uma marca, pela sua história e pelas pessoas que a representam influência a sua decisão de compra.

O seu foco com o marketing de conteúdo deve ser criar um nome para a sua empresa, atrair pessoas ao site e começar a ser visto como uma referência. Com o passar do tempo, as vendas irão aparecer fruto da relação de confiança que criou com o seu público.



Existe uma fórmula para criar conteúdo
de qualidade que será partilhado e promovido.


O Que Posso Ganhar Com Marketing De Conteúdo?


Perceber os benefícios do marketing de conteúdo pode não ser fácil à primeira vista. Sim, as pessoas verem a sua marca com bons olhos é importante, mas e os números? Há resultados palpáveis? Alguma coisa que se possa medir?

Existem vários resultados positivos do marketing de conteúdo.Começando pelo que não pode medir:

1. Reconhecimento da marca mais forte

Criar e promover bom conteúdo, dá ao seu público a hipótese de falar sobre o seu site e recomendá-lo a amigos, familiares ou outros profissionais. Ao falar do seu site, estão a ensinar outras pessoas o que é a sua empresa e como pode ajudá-las.

Estas pessoas estão a promover o seu negócio a outras pessoas “gratuitamente”. Melhor ainda, este tipo de recomendações têm um resultado muito mais positivo do que qualquer forma de publicidade.

As pessoas confiam mais em recomendações de amigos e familiares do que em anúncios online. O marketing de conteúdo ajuda-o a ganhar estas visitas já com um selo de confiança importante.

2. Respeito e admiração por ser um líder na indústria

Quando começa a produzir conteúdo, ainda não tem a confiança e o respeito das visitas como uma fonte de informação fidedigna. Isso ganha-se com o tempo.

Tem de provar que sabe do que fala, que o seu conteúdo contém investigação e conhecimento.

Só assim se pode tornar “a” escolha de site a visitar nessa indústria. Só assim se poderá tornar uma autoridade, fazendo com que as suas visitas escolham comprar a si e não a um concorrente.

3. Vendas indiretas

Já alguma vez chegou a um site por causa de algo que procurava, leu um artigo e depois continuou a pesquisar outros assuntos no resto do site ?

A isto chama-se uma “porta de entrada”. O seu conteúdo atrai pessoas ao site. Essas pessoas podem interessar-se pelo que vende, mesmo que essa coisa não tenha sido mencionada no conteúdo que leram inicialmente.

Existem também alguns efeitos positivos do marketing de conteúdo que podem ser medidos em números:

4. Tráfego ao site

O marketing de conteúdo é uma ótima forma de gerar tráfego. Ao criar bom conteúdo e promovê-lo, está a atrair mais pessoas para o site. Melhor ainda, ao decidir qual o conteúdo que quer criar, está também a escolher o tipo de tráfego que quer receber no seu site.

5. Melhoria do SEO

Bom conteúdo gera backlinks de qualidade. Os backlinks são ligações que outros sites fazem de volta ao seu. São uma espécie de aprovação do conteúdo. Uma forma de dizer: “Eu aconselho isto”.

Os backlinks são essenciais para melhorar a sua posição nos motores de buscar como o Google. Backlinks de qualidade só são possíveis com conteúdo de qualidade. Mas também só são possíveis se os outros souberem que esse conteúdo existe. Daí estarmos sempre a mencionar a importância da promoção.

6. Vendas Diretas

Bom conteúdo, sobre os seus produtos e serviços, aumentam as hipóteses de a visita se tornar num cliente.



Sobre Criação De Conteúdo


A primeira coisa que deve pensar quando está a começar uma peça nova de conteúdo é: “Porque é que as pessoas estão à procura de informação sobre este conteúdo? Estão a fazer pesquisa? Estão a comprar?”.

Não basta criar conteúdo bom, se isso não ajuda as visitas a cumprirem os seus objetivos. Como pode saber o que as suas visitas procuram? Formulários online, interações sociais, dúvidas enviadas por email, são alguns exemplos. Assim poderá criar conteúdo interessante que também é útil para a visita.

Como saber se a minha ideia é boa? O que é bom conteúdo?

Não seria fantástico se alguém tivesse criado uma fórmula para saber se deve ou não continuar a investir na sua ideia de conteúdo? Boas notícias, essa fórmula existe e foi criada por Rand Fishkin da MOZ.

O autor enumera 6 critérios para saber se deve investir numa peça de conteúdo:

1.Único – o conteúdo não surge em mais lado nenhum na web.
2.Relevante – o conteúdo contribui para o tópico de forma a merecer um lugar nos motores de busca
3.Útil – o conteúdo resolve o problema da visita de forma eficaz
4.Unicamente valioso – contém informação que não existe noutras peças de conteúdo
5.Excelente UX (Experiência de Utilizador) – é fácil e intuitivo consumir o conteúdo em qualquer plataforma
6.Provável ser partilhado – é fácil responder à pergunta: quem vai partilhar o conteúdo e porquê?

Se a peça de conteúdo que estava a imaginar não cumpre estes requisitos, comece de novo e faça as alterações que forem necessárias. Vale a pena o esforço quando cria conteúdo que é realmente único e valioso para as suas visitas.

Agora que já sabe se deve ou não investir na sua ideia, como transformar essa ideia em bom conteúdo? Existem 5 princípios que deve respeitar:

  • Longo – em vez de escrever uma peça igual as outros, faça investigação e crie uma peça detalhada. Conteúdo longo é mais útil às visitas e os motores de busca preferem.
  • Tenha um alvo – crie conteúdo para o perfil de cliente que quer atrair. Seja específico para criar um público de leitores fieis.
  • Cite as suas fontes – evite dar a sua opinião, foi por isso que andou a fazer investigação. Cite sempre as suas fontes. Isto torna o seu conteúdo mais credível e aumenta a confiança dos seus leitores.
  • Dê exemplos específicos – dê exemplos específicos de pessoas e empresas reais. Isto facilita a compreensão e dá às visitas a possibilidade de se identificarem (se funcionou naquele caso, pode funcionar para mim).
  • A longo prazo – quanto mais investir numa peça de conteúdo, mais quer que ela dure no tempo. Ao criar o conteúdo, pense como ele poderá ser útil daqui a 2 ou 3 anos.

Tipos de conteúdo

Não se limite apenas ao seu blog. Existem outros tipos de conteúdo que pode criar para além de escrever artigos:

  • Videos – podem ser videos de entretenimento ou educativos, produzidos pela sua empresa. Foque-se em tópicos relacionados com o seu produto/serviço. Nos videos educativos, escolha tópicos que ajudam as visitas a cumprir os seus objetivos, como descrevemos mais acima.
  • Infográficos – os infográficos são a representação visual de um tópico com vários dados importantes acompanhados. A ideia é contar uma história de forma visual. O que poderia ser um artigo longo e complexo, torna-se numa imagem simples, dividida em pequenas secções. Isto facilita a compreensão da história e ajuda a manter a atenção da visita.
  • Ebooks –  peças de conteúdo mais longas, criadas com o intuito de educar as visitas sobre um tema. Os ebooks gratuitos são uma excelente forma de fortalecer a sua posição como uma autoridade e um líder de pensamento na indústria.
  • Webinar – os webinars são uma espécie de seminários online. Podem ser gratuitos ou com um pequeno custo de admissão. Existem duas grandes vantagens dos webinars: pode acomodar o número de participantes que quiser e começa logo a criar uma relação de confiança com esses participantes.

Qualidade sobre quantidade

Só tem uma hipótese para criar uma boa primeira impressão. É por isso que a qualidade é mais importante que a quantidade, até para os motores de busca. Os seus potenciais clientes já existem e andam a navegar à procura daquilo que você vende.

Se encontrarem conteúdo fraco, feito à pressa e igual ao que já leram em vários outros sites, vão ficar com uma má ideia da sua empresa. É provável que saiam e não voltem. Mesmo que voltem a encontrar o seu site, a primeira coisa que vão pensar é : “Este é o tal site que descobri há uns meses e que tem conteúdo muito fraco. Vou-me embora”.

Crie e promova conteúdo que se orgulhe de criar e promover. Conteúdo que você próprio gostaria de encontrar quando navega online. Conteúdo com qualidade.



Gostaria de saber como aparecer em
sites de notícias e de referência,
sem ter quaisquer tipo de contactos?


Sobre Promoção De Conteúdo


Criar conteúdo é apenas 20% da formula. Agora precisa de promover esse conteúdo que tanto trabalho deu a elaborar. Este é o passo onde a maior parte das empresas falham. Ou acham que o trabalho está feito quando lançam o conteúdo (crie e eles hão-de vir), ou publicam um post nas redes sociais e acham que isso é promoção.

Uma palavra de aviso: a internet é um local cheio. Existem milhares de sites a produzir e a lançar peças de conteúdo todos os dias. Ter conteúdo melhor não basta. Precisa de promover esse conteúdo ativamente.

Idealmente, a promoção faz parte do processo de criação do conteúdo. Quando começa a criar o conteúdo, já deve ter uma ideia da melhor forma de o promover e quais os canais mais eficazes.

No capítulo anterior referimos várias formas de gerar tráfego. Promoção de conteúdo e geração de tráfego são sinónimos. Relembrando, falamos de:

  • email marketing
  • redes sociais
  • guest posts
  • anúncios pagos por clique (ppc)

São os meios mais tradicionais de promoção de conteúdo, que iremos desenvolver nos próximos capítulos. Existem algumas técnicas menos conhecidas e que dão excelentes resultados. Uma delas é a Técnica do Vácuo.

A técnica do vácuo (como aparecer em sites de notícias / sites de referência)

Gostaria de saber como aparecer em sites de notícias, sem ter quaisquer tipo de contactos? Tem um concorrente seu que acabou de aparecer num site de referência. Gostaria de ter esse tipo de imprensa para a sua empresa?

Existe uma forma de o conseguir, mesmo que não conheça ninguém nestes sites. Chama-se a técnica do vácuo, popularizada por Derek Halpern.

Já alguma vez assistiu a uma corrida de carros? Reparou que os carros costumam alinhar-se todos atrás do líder da corrida? Sabe porque o fazem? Porque o primeiro carro da fila está a quebrar toda a fricção causada pelo força do vento. Os carros que vêm atrás dele podem manter a sua velocidade com menos esforço, porque o carro em frente está a criar um vácuo onde não existe a tal fricção.

Isto aplica-se da mesma forma a menções em sites de notícias e de referência. O primeiro site a ser referido faz todo o trabalho por si. A si, basta-lhe aproveitar o vácuo causado pelo líder.

Como é que faz isso? Descubra os sites onde o seu concorrente foi mencionado, e envie um email personalizado ao jornalista que os mencionou.

A ideia não é pedir um link ou dizer : “Falem sobre mim também”. O seu site é irrelevante para eles. Interessa-lhes o trabalho delas. Por isso mesmo, tem de cultivar a relação com eles. A ideia é ajudar o jornalista ou webmaster.

Encontre os artigos que escreveram e adicione mais valor aos mesmos. Pode enviar um email a dizer: “Li o artigo que escreveu sobre X. Existe outra ângulo que pode considerar. Este artigo (inserir artigo) fala da questão de outra perspectiva. Pode ser do seu interesse”.

Isto ajuda o jornalista. Adiciona valor ao seu trabalho. Como ele já mencionou um concorrente, é muito mais provável e fácil que o mencione a si também. Já sabe que aquele jornalista tem interesse na sua área e que escreve sobre empresas como a sua.

A ideia é entrar em contacto com pessoas que mencionaram outros sites e tentar que mencionem o seu site. A melhor forma de o fazer, é facilitando o seu trabalho.

Como é que pode aplicar isto para si agora? É simples:

1º passo – Faça uma lista com 5-10 concorrentes. Não precisam de ser seus concorrentes diretos. Podem ser sites similares.

2º passo – Encontre os sites onde foram mencionados.

3º passo – Descubra como entrar em contacto com os jornalistas/webmasters que mencionaram essas empresas.

4º passo – Não se promova ou peça links. Entre em contacto com o jornalista, adicionando valor ao mesmo como descrevemos mais acima.



Como saber se devo continuar
a investir numa peça de conteúdo?


Metas e Números Importantes


O marketing de conteúdo é muito importante para criar um público e atrair potenciais clientes. Por isso mesmo, é importante monitorizar os seus resultados para otimizar as suas atividades de criação e promoção de conteúdo.

1. Captação

Estas métricas quantificam a relação que está a criar com as suas visitas. Preste atenção aos números de:

  • Visualizações de página – número total de páginas visualizadas no seu site num determinado período de tempo.
  • Duração média da sessão – o tempo que as suas visitas passam no site.
  • Return Visitors – número de visitas de utilizadores que já visitaram o site antes.
  • Taxa de rejeições – percentagem de utilizadores que visitam o site e se vão embora sem interagir com ele.
  • Páginas por sessão – número de páginas que cada visita vê em média por visita.
  • Comentários – o número de comentários deixados pelas visitas no site

2. Distribuição e Visibilidade

Estas métricas captam a influência e distribuição do seu conteúdo. Mostram se o seu público considera o conteúdo valioso.

  • Backlinks – número de sites que mencionaram o seu com um link de volta ao conteúdo.
  • Partilhas nas redes sociais – número de partilhas em canais como o Facebook e o Twitter dão uma maior visibilidade.
  • Novas visitas – o número de pessoas que visitaram o site pela primeira vez, num determinado período de tempo

3. Conversões

O seu objetivo é ter conversões. Receber mais potenciais clientes. Aumentar as suas vendas. O marketing de conteúdo deve contabilizar esses números.

  • Pontenciais clientes – o número de pontenciais clientes que pode atribuir ao seu esforço de marketing de conteúdo.
  • Conversões – o número de vendas/encomendas que surgem através do seu conteúdo.
  • Inscrições e pedidos de mais informação – o número de pessoas que revelam interesse em comprar o seu produto/serviço depois de consumirem uma ou várias peças de conteúdo.

4. Receita

Ao rastrear números de vendas e conversões, pode descobrir qual o peso que o marketing de conteúdo tem na sua receita. Analise os números mensais da sua receita derivada da criação e promoção de conteúdo.

5. Custos de aquisição e Valor de vida do Cliente

Quanto custa adquirir cada cliente através do marketing de conteúdo? Em média, qual o valor que recebe com cada cliente ao longo do seu período enquanto cliente? Estas métricas são importantes para estabelecer orçamentos e saber qual o retorno de investimento que pode esperar.



Pontos-Chave


Quando começa a criar conteúdo, ainda não tem um público. O marketing de conteúdo atrai visitas ao seu site, através da criação e promoção de conteúdo. Este conteúdo torna-o uma referência e uma autoridade na indústria. As vendas surgem com o passar do tempo fruto da relação de confiança que cria com o seu público.

O marketing de conteúdo tem vários benefícios, uns mais palpáveis que outros. Desde o reconhecimento da sua marca como uma referência ao aumento de tráfego e vendas do site.

Existe uma fórmula para perceber se deve prosseguir com a sua ideia de conteúdo. Existe também uma fórmula para criar bom conteúdo. Há vários tipos de conteúdo para além de um blog: videos, webinars, infográficos e ebooks. Foque-se em conteúdo de qualidade e não na quantidade de conteúdo.

A promoção do seu conteúdo é 80% da equação. Conte o tempo que passou a criar a sua peça de conteúdo. Agora passe 4 vezes mais tempo a promover essa peça. Existem várias formas de o fazer: guest posts, email marketing, anúncios pagos, redes sociais. Use a técnica do vácuo para conseguir aparecer em sites de notícias onde os seus concorrentes foram mencionados.

A única forma de ter sucesso com o marketing de conteúdo é medindo os seus resultados. Precisa de medir áreas importantes como a captação, distribuição e conversão do seu conteúdo.


Não tem tempo para ler o próximo capítulo agora?



Guarde o resto para ler mais tarde. Faça download deste guia em PDF gratuitamente:


Sim! Receber o meu PDF