otimização de conversões

O que é a otimização de conversões?

Pedro Holstein Uncategorized 0 Comments

Gráfico de Google Analytics otimizado

Cada vez que explico a alguém o que faço, a reação é “Oti quê?”

Na realidade, explicar o que é a otimização de conversões é simples: aumentar o LPV (lucro por visita) de um site. Como é que se consegue fazer isso? Existem várias formas que passo a explicar mais abaixo.

Quer dobrar as suas conversões em 2016? Então faça download do nosso guia gratuito para descobrir as técnicas que os profissionais utilizam.

O que é a Otimização de Conversões?

 

Se este é o primeiro artigo que lê no site, seja bem vindo ao mundo da otimização de conversões. O que é isso de uma “conversão“? Em linguagem simples, uma conversão é quando alguém chega a um website e faz aquilo que querem que ela faça. Por exemplo :

  • Ligar para um número de telefone
  • Subscrever uma Newsletter
  • Enviar um email a pedir mais informações
  • Comprar o produto ou serviço

É o principal objetivo de um website. Aquilo que quer que as suas visitas façam quando lá chegam. É a razão pela qual criou um website. Sabe o que é mais engraçado? A maior parte dos webmasters está tão preocupada em levar mais pessoas ao seu website que ignoram o principal.

Perdem horas, dias, meses em atividades para atrair mais pessoas. Gastam centenas ou milhares de euros. A ideia é sempre a mesma : “Se vierem mais pessoas, vendemos mais e assim ganhamos mais dinheiro”.

Esta ideia não podia ser mais falsa. Mais tráfego não significa mais vendas ou mais dinheiro. Uma mentira dita muitas vezes torna-se verdade? Não. Este caso também não é diferente.

Se lhe disserem que para ganhar mais dinheiro online, só precisa de mais tráfego, estão a mentir-lhe. Não é por mal. Não acho que lhe queiram enganar. O problema é que esta mentira foi dita e espalhada de tal maneira, que se tornou “verdade”. Quer um exemplo que desmascara esta mentira?

Imagine este cenário: Está à procura de mais tráfego para o seu site. Decide então investir no Google Adwords. Hoje em dia até lhe enviam cartões para casa com vales de 50 euros, ainda no outro dia recebi essa carta da Google. Fica entusiasmado com a promessa de mais tráfego.

Cria então a sua primeira campanha no Adwords em que aceita pagar até 1 euro por click nas suas palavras chave. Quando alguém as escrever no Google, vai aparecer o seu anúncio. Por cada pessoa que clickar, pode pagar até 1 euro. Decide que o seu orçamento mensal são 1000 euros. Até aqui tudo bem.

Depois de 15 dias, decide analisar os seus números. As suas pupilas dilatam e o coração acelera. O gráfico do tráfego subiu em flecha! Este mês teve mais visitas do que nos últimos 3 juntos. Já imagina, a esfregar as mãos, que as suas vendas também devem ter triplicado.

Olha para os números e sente o oposto do que sentiu à 1 minuto atrás. As suas vendas aumentaram, sim. Vendeu mais 2 itens do que o mês passado. Olha para o orçamento do mês do  Adwords. Já o gastou todo, desapareceram os 1000 euros. As duas vendas a mais renderam-lhe 500 euros.

Está a perder 500 euros. Recebeu mais tráfego, vendeu mais, mas está a perder dinheiro. Este cenário repete-se, todos os dias, com websites diferentes.

Um website mal otimizado pode receber o tráfego que quiser. Não vai vender nem ser lucrativo. Mais tráfego não significa mais dinheiro. Então como é que se ganha mais dinheiro online? Melhorando as suas conversões. Otimizando as suas conversões.

Mais vendas não significa mais dinheiro.

 

Além do mito do tráfego, este é o segundo mito mais comum no mundo das vendas. Otimizar conversões não é só aumentar o seu número de conversões. Eu posso aumentar as suas conversões em 200% em dois minutos, sem sequer saber qual o seu negócio ou olhar para o seu website.

Vamos imaginar que o seu produto custa 1000 euros e converte a uma percentagem de 0.1%. Isto quer dizer que vende 1 produto por cada mil pessoas que visitam o seu website.

Se eu quiser aumentar as suas conversões para 300% do valor atual, bastaria reduzir o preço do produto para 250 euros. Passaria a ter uma taxa de conversão de 0.3%, ou seja, vendia 1 produto por cada 333 visitas no seu site.

Qual é o problema? 250×3 = 750 euros. Ficaria a perder 250 euros se reduzisse o preço, mesmo a vender o triplo. Como é fácil perceber, a otimização de conversões não passa só por aumentar as suas vendas.

O objetivo é aumentar o seu rendimento. Por vezes,a melhor escolha até pode ser aumentar os seus preços!

Criar hipóteses e depois: testar, testar, testar.

 

A otimização de conversões não é uma ciência exata. O que funciona para um site, pode não funcionar para outro. Cada um tem o seu público e cliente ideal, que podem ser completamente diferentes, mesmo que sejam empresas concorrentes.

Por isso mesmo, é preciso formular hipóteses de melhoria que serão depois testadas com o seu público. Podem criar-se dezenas de páginas de teste, sendo depois escolhida a página que tiver melhores resultados, ou seja, que converter melhor.

testes a/b

A otimização de conversões é um processo contínuo e é sempre possível melhorar. É sempre possível fazer mais testes. Não é por acaso que empresas como a Amazon e o Google estão constantemente a otimizar e a testar as suas páginas.

Não existe o site perfeito. Existem sites mais otimizados e sites menos otimizados.

Aumentar o rendimento do seu website.

 

É este o objetivo principal. Aumentar o dinheiro que ganha, o lucro que tem com o seu website.

Como é que isso se faz? Através do processo com o nome que já conhece: a Otimização de Conversões. Este processo tem cinco passos:

1. Verificar a sua conta de dados analíticos. Precisa de saber o que se passa no seu website e a melhor ferramenta para isso é o Google Analytics.

2. Analisar o seu website, o seu negócio e os seus clientes. Perceber quem vai ao seu site, o que procuram e o que os faz comprar. Ver onde está a perder dinheiro e como é visto pelos clientes.

3. Criação de hipóteses para melhorar. A otimização não é uma ciência exata. O que funciona para uns pode não funcionar para outros. Por isso tem de se criar hipóteses para cada site, tendo em conta o seu público alvo, o seu produto e a sua linguagem.

4. Testar essas hipóteses num cenário real, com visitas reais, para ver como reagem. Criam-se várias páginas diferentes e a ideia é ver qual delas recebe a melhor resposta, qual delas tem uma percentagem maior de conversões.

5. Repetir tudo do início. A otimização de conversões é um processo contínuo. Nunca acaba. É sempre possível melhorar, aumentar, otimizar. Para isso, volta-se a tomar todos estes passos. A ideia é estar constantemente a otimizar o seu website.

Conclusão e o futuro da Online Growing.

 

Espero que agora esteja mais claro o que é a otimização de conversões. Quanto a este blog, se ficou interessado, tenho boas notícias. A partir de hoje, irei publicar todas as semanas uma artigo sobre otimização de conversões.

Quero ajudá-lo a crescer e nada melhor do que exemplos concretos do que pode fazer para melhorar o seu website. Casos de estudo, exemplos de sucesso, imagens e explicações detalhadas.

Também vou continuar a escrever os artigos mais gerais, por isso se gosta de psicologia de vendas, empreendedorismo e marketing digital, fique atento.

Até à próxima, mantenha-se inteligente, mantenha-se a crescer.

Imagem Inicial: BlueFountainMedia

Siga-nos nas redes sociais

    




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *